terça-feira, 6 de setembro de 2011

Preto e branco

Aquele momento da noite que bate aquela solidão mais profunda. Saudade sem fim, sem saber direito do que. Aquela onda de tristeza te invade, até transbordar em lágrimas.
Aquele momento da noite que o escuro é o seu maior refúgio e o mundo da claridade não faz parte de você, nem você faz parte de lugar nenhum.
Confusão de sentimentos. Você não sabe muito bem o que está acontecendo. Você não sabe sequer o que sentir daqui pra frente. Não há beleza, nem alegria, nem graça.
Aquele momento da noite que tudo é silêncio, que ninguém além de você está acordado pra testemunhar seu desmoronamento.
As cores se foram. Tudo que você espera é dormir, pra depois acordar e viver. Mas as cores se foram.