terça-feira, 29 de setembro de 2009

não, eu não me conformo.

Pode até ser que as coisas mudem em um futuro próximo, mas eu acordo todo dia com a certeza de que eu não pertenço a contemporaneidade. De fato, sou dependente da tecnologias digitais, mas ainda preciso de relações sociais sólidas. Orkut pra mim não substitui a presença, assim como MSN não substitui o diálogo. As pessoas perdem a preciosidade do CONVÍVIO FÍSICO pra se render apenas as redes sociais.
Minha mãe diz que eu sou uma idosa. Na verdade, ela é quem é jovem demais. Diz que eu não sei aproveitar a minha idade, que eu só visto roupas de velha e me interesso por assunto de gente grande. Realmente, minhas roupas podem não ser tão coloridas ou tão decotadas como as da maioria das "meninas" da minha idade. Mas com certeza, meus valores são coerentes com a minha realidade.
Sou da época em que crianças jogavam futebol na rua e subiam em árvores. Minha irmã de 10 anos não sabe o que é uma guerra de travesseiros ou Tom & Jerry ou maria-mole. Isso me deixa triste, sempre valorizei a espontaniedade de uma criança. Fui criança, fui bicho do mato, joguei bola na rua, machuquei o dedão no asfalto, quebrei o braço, cortei meu próprio cabelo ... Minha irmã tem orkut, MSN, canta músicas em inglês, conversa com americanos, gosta de hambúrguer, sabe o que é sexo e me pergunta sobre. Queria fazer dela uma criança.
Não, eu não me conformo. Não vou deixar que as pessoas deixem de se dar as mãos para conversar na webcam. Não vou deixar que deixem de sentar no meio fio para dar RT no Twitter. Não vou deixar que os seres humanos se petrifiquem de fronte a uma máquina...

domingo, 27 de setembro de 2009

Onu Jr. , aqui vou eu !

Eu sei, eu disse que a SiNUS seria a última viagem. Não foi. Depois, disse que o SiEM seria a última viagem. Não foi também. Por mais que todos digam que esse ano meu foco deveria ser vestibular, eu não consigo. Não dá pra imaginar meu amigos viajando sem mim.
Será minha quinta viagem simulando (Brasília duas vezes, Rio ano passado e São Paulo esse ano), e só quem já participou sabe o quanto é possível tirar proveito de um evento como esses. Mas é em vão, ninguém entende o que a gente faz "neses lugares". Minha mãe fica feliz, por que acha que é lugar de nerd e que eu estou a salvo. Meu pai também. E o resto, eu não ligo, só eu sei o que eu faço em um "lugar como esse".
E o pior é que eu sei que eu estou só começando. Alguns dizem que é vício, e eu digo que é o melhor de todos os vícios. Mas uma vez, vencida pela tentação. Não dá pra largar meus queridos delegados na mão. Rio de Janeiro, aí vou eu.


ONU Jr., de 29 de Outubro a 2 de Novembro em Niterói - RJ.
Site
Twitter
Comunidade no Orkut

sábado, 19 de setembro de 2009

à ela.

Não existe distância Anne. Quem a cria somos nós, fisicamente. Porque a distância entre dois corações é sempre a mesma: NULA. Nossos corações estarão sempre lado a lado, pois a batida do seu complementa a do meu, não se preocupe.
Sempre que ouvir o seu coração batendo, lembre-se de que o meu bate no mesmo compasso. Isso significa que quando você estiver feliz, assim eu estarei por você. E dessa forma se dá qualquer outro sentimento que seu coração sentir.
Para a amizade, a presença nem sempre é vital. A conciência de que o outro existe, é tão gratificante quanto estar ao seu lado. É claro que eu preciso dos seus abraços com uma certa regularidade. Mas sabe amiga, estamos programando nosso futuro, fazendo o que quer que seja necessário para garantir a felicidade. Eu sei, tanto quanto você que essa decisão foi melhor. Eu te apoio nessa e em qualquer outra, como fiz ao longo destes nosso três anos de amizade. E se será melhor pra você, qualquer saudade se justifica.
Lembre-se também de que o amor é imperecível e não depende da proximidade entre dois corpos.

Aonde quer que você vá, eu estarei contigo. Porque cumplicidade, é isso.
Eu amo você

P.s. : escrito para Anne Caroline.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A maravilha de Tim

A estréia é só em Março de 2010. Mas por enquanto, já dá pra ter uma noção do que "Alice in Wonderland", o novo filme de Tim Burton, será. Pode parecer, mas a história de Lewis Carroll não é tão simples assim. Em especial ao ser filmada para ser exibida nos dias de hoje, já que só tanquinhos, olhos azuis, barulhos e beleza fazem sucesso.
Particularmente, sou apaixonada por Tim Burton, por "Edward Scissorhands" e por quando superou todas as expectativas em "Corpse Bride". Famoso por se dedicar ao visual impecável em seus filmes, sua nova personagem Alice não deve ficar de fora. Pelas primeiras imagens, parece mesmo é que todo figurino fantasioso do desenho animado não fará parte do filme.




Maquiagem, elenco, paisagem, figurino, efeitos especiais, fotografia e trilha sonora prometem fazer da obra muito mais que um simples sucesso de bilheteria. Agora, só nos resta esperar.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

É proibido

Talvez uma simples frase resumiria a intenção do meu post:
EU ODEIO REGRAS E NÃO SEI CONVIVER COM ELAS

A lógica é muito óbivia. O ser humano tem vontade de fazer o que é proibido. E enquanto existirem essas regras malucas, impostas pela sociedade, que se escodem atras da ÉTICA que ninguem sabe, de fato, explicar, existirá a vontade de burlá-las. E tenham certeza de que eu terei a vontade de burlá-las, cada vez mais.

Se eu quero, eu faço.

(e sim, eu fico revoltada com determinasdas coisas!)

domingo, 13 de setembro de 2009

A new moda é "New Moon"





Dá raiva as vezes. Eu não li Crepúsculo quando todas as menininhas adolescentes estavam cegas de paixão pelo Edward Cullen. Muito menos porque o Jacob Black é lindo. Eu li pelo simples prazer da literatura. A fama e a dimensão que a série tomou me deixaram decepcionada.
Nenhuma destas menininhas citadas acima consegue perceber o valor das palavras de Stephanie Meyer. Não entendem pq ela é uma boa escritora, além de ter criado o vampiro "mais perfeito do mundo". Aliás, como se existem vampiros piores que Edward.
E como se a decepção pela fama poser não fosse suficiente, decidiram criar o filme. Podem discordar, mas um filme NUNCA capta todos os elementos de um livro. E o que acontece? Mais decepção. O filme inventa cenas que Staphanie nunca citou, muda os rumos da história, e dá um ar sombrio aos vampiros, que não é permitido pela leitura. "Crepúsculo" filme é vazio de conteúdo, que os diretores tentaram preencher com tanquinhos e rostos bonitos.
Mas como uma boa otimista, eu tenho expectativa boa para o filme "Lua Nova". É o livro mais romantizado da série, no qual Bella Sawan externa todo seu sofrimento com a perda de Edward. Quem não gosta, pula pelo menos os 10 primeiros capítulos, e por mais que não comprometa o entendimento da história, o principal valor da obra é perdido. Para o filme, espero que os diretores sejam fiéis ao que a autora conta, e se limitem a retratar cenas descritas por ela. Pelo trailler, já é possivel ver que as cenas serão muito bem feitas, com direito a todos os efeitos especiais. Obviamente, eu não vou a pré-estreia. Ouvir gritos elouquecidos ao ver Jaboc ou Edward sem camisa é demais para mim. Mas vou assistir, o mais breve possivel e volto pra cá correndo para relatas minhas considerações.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

SiEM explicação.

Quatro dias em São Paulo, durante um feriado chuvoso. Não parece algo tão legal assim. Mas foi, foi porque eram os dias da SiEM.
Meus pais não entendem, meus professores não entendem, ninguem que nunca participou de um modelo entende. É uma sensação nossa, toda nossa.
Só acho que vale apena deixar esse momento aqui, guardado. Principalmente pq esse não foi como qualquer outro, esse foi diferente.

Simular um Tribunal Penal com alunos do Ensino Médio, não deve ter sido nada fácil para os diretores.
Gio, André, Rodrigo e Mari, MUITO OBRIGADA por nos ajudar a fazer tudo. Com certeza, o trabalho de vocês foi muito importante.
Jean Kambanda, você é um ótimo ator. Apesar disso, você não escapou de cumprir sua pena.
Palominha, você é uma ótima atriz também. Mas terá que contar a desculpa da conspiração pra outro e ficar longe de seu marido por um bom tempo.
Almeida, preciso te agradecer demais. Por me explicar tudo, ter paciencia, ser meu amigo ! Alem de ouvir meus casos, meus problemas e aflições ! EU TE AMO ♥
Companheiros delegados, sem explicação. O comitê era pequeno e todo mundo se entendeu muito rápido. Foi MUITO bom simular com vocês, em um comitê tão diferente e que, com certeza, fará parte da minha história !
Bonde do pão-de-queijo, viajar com você foi muito divertido ! Apesar das piadas dos pontinhos, dos trocadilhos, foi engraçado. Decidimos de última hora, mas não consigo imaginar um grupo melhor. (só sem o Júlio, logico)
Hóspedes companheiros, NOSSAS FARRAS BOMBAM ! só a gente consegue fazer festa em um quarto tã pequeno e confortavelmente ainda ! As noites viradas valeram a pena !

Infelizmente, acabou né? Agora, é torcer para que a próxima não demore muito !

Beijos:*