quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Santa Maria: o que dizer quando não há palavras

Sou, sempre fui e provavelmente sempre serei uma pessoa que se sensibiliza. E, no caso do incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, não poderia ser diferente. Estou profundamente triste e, com o desenrolar da história, vou ficando ainda mais. 

Não consegui não pensar imediatamente em todos os lugares parecidos em que já estive, o risco que muitos lugares em toda Brasil correm por se submeterem à circunstâncias parecidas. Que sirva para que haja mais segurança e precaução em bares, boates e outros locais fechados de aglomeração. Que sirva para mostrar que as coisas na vida acontecem rápido demais e, quando menos esperamos, pessoas queridas não estão mais aqui.

Não quero postar fotos nem analisar culpados. Então, só queria deixar aqui os meus mais sinceros sentimentos a todas as pessoas que estão sofrendo devido à tragédia. Desejo muita força para seguir adiante e que, um dia, reencontrem os entes queridos que se foram. Como disse Dilma, durante o pronunciamento que segue abaixo, "nós estamos juntos e iremos superar, mantendo a tristeza". 


O blog entra em uma pausa, mas voltaremos quando o choque e a angústia passarem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário