quinta-feira, 12 de julho de 2012

Dica da Semana #2 - Dia Frampton


Ela é linda, fofa, estilosa e extremamente talentosa. Dia Frampton nasceu em Utah, nos EUA, cresceu com mais cinco irmãs em uma família descente de coreanos e alemães. 


Com sua irmã Meg, Dia montou uma banda em 2004, que surgiu em uma brincadeira de karaokê, The Meg & Dia Band. Lançaram o álbum em 2005, Our Home Is Gone, com músicas acústicas. Dia foi se aperfeiçoando na voz e nas composições, enquanto a irmã se dedicava ao violão. Um ano mais tarde, veio um novo álbum, o Something Real, já com uma gravadora. Em 2009, veio o terceiro álbum, o Here, Here and Here, com mais três músicos integrando a banda, num contrato assinado com a Warner Bros. Records. Em 2010, o contrato acabou e as irmãs anunciaram a produção independente de um novo álbum. Daí, surgiu o EP It's Always Stormy in Tillamook e fizeram uma turnê pelos EUA. Em 2001, veio o 4ª álbum de estúdio, Cocoon e mais um EP, Be Careful, I Love You, Saty In Touch.

No mesmo ano, Dia participou da primeira temporada do reality show musical The Voice. Teve que escolher entre Adam Levine e Blake Shelton para ser seu treinador. Acabou resistindo ao Adam e escolheu o cantor country Blake (essa parte eu nunca entendi, sério. Como alguém não escolhe o Adam, gente? Não tem como). 

Passou pela fase de batalhas e foi para os shows ao vivo. E pronto, foi o suficiente pra me apaixonar pela voz mais sweet de todos os tempos. A performance, original e linda de Heartless, do Kenye West, ganhou o público e  garantiu a vaga de Dia na semi final.



Dia Frampton - Heartless from Call Box Entertainment on Vimeo.


Reparem que ela é toda fofa! A roupa, o cabelo, a timidez, o jeito de cantar, absolutamente tudo. Aí tudo bem, tinha mais programa pela frente e eu já era completamente team Dia. No programa da semi final, Dia apresentou a música Losing My Religion, do REM (reparem a fofura quando ela para de tocar e começa a bater palmas).



Dia Frampton - Losing My Religion from Call Box Entertainment on Vimeo.


Mais uma vez, o público escolheu Dia e ela foi pra final do programa disputar o prêmio com três competidores, também muito talentosos. Desta vez, a performance foi um música exclusiva, Inventing Shadows, mas eu não achei nenhum vídeo pra colocar aqui. 


Dia ficou em segundo lugar no The Voice, mas foi, com certeza, a competidora que mais fez sucessor após o programa. Ainda no final do ano passado, ela lançou um álbum solo, Red, que tem tem dois singles e um clipe.









Capa do álbum "Red" de 2011

O álbum tem duas parcerias: Don't Kick The Chais (acima) com Kid Cudi, e I Will, com Blake Shelton. Além disso, Dia compôs músicas com Isabella Summers, do Florence + the Machine, Mark Foster, do Foster the People, Julie Frost, Tom Shapiro, Toby Gad, Chris Seefried e Meg White. 

Pra não ficar um post ainda maior, vou deixar vocês procurarem as outras músicas, é bem fácil de achar. Menção honrosa para Isabella, Billy the Kid e Daniel. Ouçam!


Elas tem uma página no Bandcamp, no qual disponibilizam todos os álbuns e EPs para ouvir e também vendem em formato MP3. A página da Dia no Facebook é atualizada constantemente por ela mesma. Ela coloca fotos das viagens, dos shows, da banda, dos amigos, enfim, como se fosse um perfil mesmo. Tem várias fotos fofinhas, assim como ela. Vale a pena seguir se vocês gostar do som dela.


Ela mantem dois canais no Youtube, um só dela, o DiaFrampton e o outro com a irmã, o megANDdia. Os dois tem vários vídeos e vários covers, um mais bonito que o outro. 


Espero que tenham gostado da Dica da Semana! 

Um comentário:

  1. Amei a voz dela! Que ótima dica,é o tipo de melodia que faz sonhar.
    Beijos!

    ResponderExcluir